Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Estado recebe autorização do governo federal para mobilização referente ao início das obras na Orla do Quinze

O governo do Acre deu mais um grande passo visando o início das obras de urbanização da orla fluvial do Bairro Quinze, em Rio Branco. Durante a reunião com a Superintendência do Patrimônio da União (SPU), por videoconferência, nesta quarta-feira, 6, o Estado deu continuidade às tratativas para obter todas as liberações necessárias junto ao órgão para a execução dos serviços de engenharia na Rua Boulevard Augusto Monteiro, nas margens do Rio Acre, a qual é uma área federal.

O governador Gladson Cameli afirmou que enfatizou à União a necessidade de urgência devido ao curto prazo para a execução da obra durante o verão amazônico.

Reunião tratou sobre a concessão do direito real de uso pela União, que possibilitará ao Estado não só proceder com a desapropriação e suas respectivas indenizações, mas também regularizar posteriormente a cessão do imóvel ao município de Rio Branco, para manutenção da obra. Foto: Diego Gurgel/Secom

“Foi positiva a reunião, na qual pude pedir a sensibilização do próprio governo federal para que nos ajude a otimizar mais o tempo, para que possamos avançar o quanto antes. Agradeço ao governo federal por nos atender e pelas parcerias vigentes”, frisou o chefe do Poder Executivo do Acre.

O secretário de Gestão do Patrimônio da União (SPU), Lúcio Geraldo de Andrade, indicou que o órgão está propício a atender a solicitação para autorizar a obra. “Estamos sempre dispostos a parcerias com o governo do Acre. Contamos com o superintendente da SPU no estado para intermediar as ações”, frisou.

Foi solicitado à SPU que o Estado possa adiantar alguns serviços durante o período de avaliação do órgão. De acordo com o titular da pasta de Obras Públicas, Ítalo Lopes, todos os laudos de avaliações das benfeitorias encontram-se prontos, bem como os acordos firmados.

“O convênio é federal e encontra-se todo aprovado, mas o Estado precisa da autorização da União para a realização dos pagamentos e abertura das frentes de serviço.  Hoje foi pactuado que já podemos entrar com o canteiro de obras e a limpeza daquela área, sem a movimentação de terras”, relatou o gestor.

Participaram também a procuradora-geral do Estado, Janete Melo; a secretária de relações federativas (Repac), Rosangela Bardales; o secretário de Estado de Planejamento (Seplan), coronel Ricardo Brandão;  a secretária adjunta da Seop, Samara Damásio; e o superintendente da SPU/AC, Tiago Vilhebaldo Farias Mourão, entre outras autoridades. Foto: Diego Gurgel/Secom

Esta obra estruturante é fruto do convênio n° 905179/2020, entre o governo do Acre e o governo federal, por meio da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), vinculada ao Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR).

Sobre a Orla do Quinze

Com 372 metros de extensão, a Orla do Quinze abrange as ruas Dezesseis de Outubro e Boulevard Augusto Monteiro, até a curva do Rio Acre, valorizando a região. No local, está prevista também a construção do Museu Tecnológico, quatro quiosques, duas praças da saudade, 42 bancos e três paradas de ônibus.

Na videoconferência, órgãos trataram também sobre as desapropriações recorrentes da obra de urbanização e contenção da encosta. Foto: Diego Gurgel/Seop

Os investimentos para a obra na Orla do Quinze são provenientes de recursos próprios do Estado, no valor de aproximadamente R$ 4 milhões, e de emenda parlamentar da então deputada federal, Vanda Milani, de R$ 17 milhões.

Durante as obras vão ser gerados mais de 200 postos de trabalho diretos durante todo o processo de urbanização da Orla do Quinze, fortalecendo a economia do estado e beneficiando toda a população de Rio Branco.

Foto: Diego Gurgel/Secom
Foto: Diego Gurgel/Secom
Foto: Diego Gurgel/Secom

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!