Gladson defende que é hora de colocar a população em primeiro lugar

  • 19 de April de 2016

Parlamentar foi indicado pelo PP para integrar a comissão do impeachment em uma das três vagas que cabem ao Bloco Democracia Progressista (PP e PSD)

O senador Gladson Cameli (PP-AC) defendeu, nesta terça-feira (19), no plenário do Senado, a união da classe política para priorizar o que "o povo brasileiro" deseja. Ele também defendeu a condução responsável do processo de impedimento da presidente Dilma Rousseff. O parlamentar foi indicado pelo partido para integrar a comissão do impeachment em uma das três vagas que cabem ao Bloco Democracia Progressista (PP e PSD).

“Está em nossos ombros e desta Casa a responsabilidade de analisar esse processo de impeachment. Que haja diferenças partidárias que todos nós temos, mas nós temos que olhar com carinho para o povo brasileiro. Não tenho dúvida de que esta Casa irá julgar esse processo com muita responsabilidade, não esquecendo sempre o que tenho dito: é preciso colocar o povo brasileiro sempre em primeiro lugar”, ponderou o parlamentar acriano.

Gladson Cameli também pediu respeito à decisão da Câmara dos Deputados, que admitiu por 367 votos a favor e 137 contra, o pedido de julgar a presidente Dilma por crime de responsabilidade. A decisão foi lida na tarde desta terça-feira no plenário do Senado, o que inicia formalmente o processo de julgamento no Senado Federal.

“Acompanho uns dizendo que é golpe, uns desrespeitando a Câmara dos Deputados, mas os deputados que votaram no domingo, votaram e estão lá, porque foram eleitos pelo voto popular, foram eleitos pelo povo brasileiro e seus estados. Temos que respeitar também a Câmara dos Deputados”, afirmou.

O senador, que é favor do impedimento, criticou a falta de diálogo do Executivo com o Congresso e disse que a paralisia econômica e política prejudica a população. “Tenho defendido, nos últimos meses, aqui nesta tribuna, uma união da classe política  para nós fazermos as grandes reformas que o país que necessita. O povo quer mudança, quer mais frentes de trabalho, quer o controle da inflação, quer o dólar em patamares aceitáveis, quer o país crescendo”, observou em seu discurso.

Gladson ainda garantiu que conduzirá seu trabalho com total responsabilidade, como esperam os acrianos que têm cobrado massivamente pelas redes sociais. “Não vou olhar para cores partidárias, mas vou honrar e vou analisar este processo e cumprir o meu dever como senador. Quero pedir a todos os senadores e a toda a classe política deste país, vamos ter união, colocar o povo brasileiro em primeiro lugar. A população está revoltada com tudo o que está acontecendo, e essa briga de partido A e de partido B não vai levar a lugar nenhum, porque só há um prejudicado que é o povo da nação brasileira”, disse.

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades em primeira mão!

Comentários

Siga nas redes sociais:

Receba Novidades