Gladson cumpre agenda propositiva no estado durante recesso do Senado

  • 19 de July de 2015

Gladson TV GazetaO senador Gladson Cameli (PP-AC) afirmou no programa Gazeta Entrevista desta sexta-feira (17) que vai aproveitar o recesso parlamentar no Senado Federal para concluir visitas nos 22 municípios do estado. O primeiro compromisso do parlamentar é na cidade de Sena Madureira, neste sábado, 18, com lideranças dos partidos de oposição. No dia 24, o progressista tem uma importante agenda em Cruzeiro do Sul com a Associação Comercial do Alto Juruá, autoridades estaduais e federais, além de representantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT), para tratar sobre a recuperação da BR-364.

“Vou continuar percorrendo todo o Acre, conversando com o povo do meu estado, vendo de perto os problemas de cada região, sempre com o objetivo de lutar pela melhoria da qualidade de vida das pessoas”, acrescentou.

Cameli aproveitou para fazer um balanço dos primeiros seis meses no Senado salientando que vem cumprindo seus compromissos de campanha. Entre os exemplos, destacou sua luta junto aos ministérios em Brasília pela liberação dos recursos para os municípios. Ele lembrou que o Pacto Federativo é um dos temas fundamentais previstos para acontecer no segundo semestre.

“A principal preocupação dos prefeitos é de que o governo federal não continue criando novas obrigações sem a devida contrapartida financeira. Eu tenho legislado nesse sentido. Penso que esse tema deva ser prioridade após o recesso para que os prefeitos tenham melhores expectativas a partir de 2016” argumentou.

Respondendo a pergunta do apresentador sobre a ponte do Rio Madeira, Gladson disse que pediu ao Ministério Público Federal informações sobre um suposto acidente envolvendo uma balsa no local das obras, e garantiu que em audiência com a presidente Dilma Rousseff pediu prioridade para a conclusão da sonhada ponte.

Sobre a Reforma Política, no primeiro semestre, o senador apresentou Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece que senadores, deputados federais, estaduais, distritais e vereadores não poderão ser titulares de outro cargo ou mandato público, sob pena de perda do mandato.

“Já que o sistema político do nosso país é presidencialista e a participação de parlamentares no Poder Executivo é uma característica do sistema parlamentarista, temos que coibir as barganhas políticas e estimular que os políticos fiquem nos cargos até concluírem os seus mandatos” comentou.

O senador voltou a defender a união de todos os poderes para o Brasil atravessar a crise financeira e demonstrou preocupação com o clima de hostilidade entre as três esferas de poderes. No Acre, Cameli prometeu intensificar as conversas com as lideranças políticas alinhando o papel da oposição na construção de alternativas para o desenvolvimento do estado.

“No Acre e no Brasil o interesse maior deve ser o do povo. As forças políticas devem se juntar para defender as bandeiras levantadas pela juventude nas ruas. Acredito que cada um fazendo a sua parte, de forma harmônica e independente, vai poder contribuir e muito para essa finalidade”, concluiu.

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades em primeira mão!

Comentários

Siga nas redes sociais:

Receba Novidades