Cameli cobra mais protagonismo do governo para encontrar saídas para a crise

O senador Gladson Cameli (PP-AC) pediu a união de todos para que o país supere as crises que enfrenta, mas cobrou do governo mais protagonismo no sentido de encontrar saídas para o cenário atual.

Ao citar dados do IBGE que mostram a retração da economia, depois de uma década de expansão, Cameli lembrou que, de janeiro a setembro deste ano, o produto interno bruto caiu 3,2%. Esse número, disse o senador, se comprova com o retrocesso da atividade econômica em setores como agronegócio, serviços e indústria.

 

Cameli reconheceu que o cenário internacional, como a crise na China e a queda dos preços internacionais das commodities, também contribuíram para esse desempenho da economia. Observou, no entanto, que os equívocos do governo, como os elevados os gastos públicos, um orçamento fictício e o controle excessivo da economia, geraram a crise e afugentaram potenciais investidores.

 

- O desemprego aumenta, os serviços públicos essenciais mínguam e o Brasil sofre. O senado deve atuar de maneira mais decisiva para restaurar a confiança em nosso país. Creio que há um pessimismo geral, gerido e provocado pelo próprio governo. Não podemos compactuar com isso. Devemos mostrar para os brasileiros e para o mundo que temos um Senado atuante e gerador de soluções para a nossa economia e para o desenvolvimento do Brasil - afirmou o senador.

 

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades em primeira mão!

Comentários

Siga nas redes sociais:

Receba Novidades