Senador Gladson lembra Orleir Cameli em visita ao Navio Hospital Dr. Montenegro

*Convidado pela Marinha do Brasil, visita do senador a antiga Balsa-Hospital do Acre aconteceu em Cruzeiro do Sul

Convidado pela Marinha do Brasil, o senador Gladson Cameli (PP-AC) fez na manhã desta segunda-feira (03) uma visita ao Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Doutor Montenegro” juntamente com o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (PMDB), os deputados federais Jéssica Sales (PMDB) e Major Rocha (PSDB), e ainda o deputado estadual Nicolau Júnior (PP) e várias autoridades locais.

A agenda iniciou com uma conversa com o Comandante do 9º Distrito Naval, Vice-Almirante Luís Antônio Rodrigues Hecht, que solicitou apoio da bancada federal do Acre em Brasília para construção da sede da Agência Fluvial em Cruzeiro do Sul, representando a Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental.

Participaram do encontro os membros da Marinha do Brasil Capitão Corveta Ramon, Comandante do Navio Hospital; Capitão de mar e guerra, Silva Filho, Comandante da Flotilha do Amazonas; Capitão de Fragata José José Paulo, assessor parlamentar do gabinete do comandante da Marinha; Capitão de Fragata, Paulo Brandão, assessor de relações institucionais do 9º Distrito, situado em Manaus.

Na reunião de trabalho, o Vice-Almirante Luís Antônio Rodrigues Hecht informou ao senador e demais autoridades o funcionamento do Navio Hospital através deatendimento médico-hospitalar realizado pelos médicos e odontólogos que atendem ribeirinhos entre o Amazonas e Acre. O navio e seus membros realizam a operação “Acre 2017”, que se estenderá até o dia 28 de abril, oferecendo consultas médicas e odontológicas; exames clínicos e laboratoriais; cirurgias de pequeno porte; pré-natal; puericultura; palestras; distribuição de medicamentos e atendimento farmacêutico.

Emocionado, o senador Gladson Cameli disse que a força humanitária do serviço prestado pelo Navio Hospital Dr. Montenegro lembrou o ex-governador do Acre, seu tio Orleir Cameli, que durante seu mandato teve a sensibilidade de encomendar a construção do navio que serviu como Balsa-Hospital para as populações carentes do estado. “Parabéns a Marinha do Brasil e a todos que contribuem para continuação desta nobre missão em favor do próximo”, destacou Cameli.

Segundo as declarações do Vice-Almirante Luís Antônio Rodrigues Hecht, o navio é sempre recebido com festa pelas populações ribeirinhas uma vez que a chegada de profissionais de saúde nos lugares mais distantes da floresta amazônica representa esperança e cidadania. A expectativa é que 25 mil pessoas sejam atendidas nos Estados do Acre e do Amazonas, nas regiões do Alto e Médio Juruá.

ESTRUTURA DO NAVIO HOSPITAL

Para prestar este apoio à população o navio é dotado de dois ambulatórios odontológicos com quatro cadeiras; dois consultórios médicos, um laboratório para exames; sala de trauma; sala de raio-X; sala de mamografia; uma enfermaria; uma sala de vacinas; e uma farmácia, onde será realizada a entrega de medicamentos às comunidades carentes; além de quatro lanchas orgânicas empregadas para atendimentos em locais de difícil acesso.

Como diferencial, o NAsH “Doutor Montenegro” possui um equipamento de raio-X com conversor de imagem digital, mamógrafo, e comunicações por satélite.

A equipe de saúde do navio é composta por 24 militares, sendo: cinco médicos; cinco cirurgiões-dentistas; dois farmacêuticos bioquímicos; dois enfermeiros de nível superior; e 10 Praças, sendo oito técnicos em enfermagem e dois técnicos em radiologia médica.  A previsão de atendimentos para esse ano é de 25 mil pessoas.

HISTÓRIA DO NAVIO HOSPITAL

O Hospital Fluvial Dr. Manoel Braga Montenegro terminou de ser construído em janeiro de 1997, sob encomenda do então Governador do Estado do Acre, Orleir Messias Cameli, no estaleiro Conave, em Manaus (AM), sendo entregue na cidade de Rio Branco (AC).
Após entendimentos entre o Ministério da Saúde, o Governo do Estado do Acre e o Comando da Marinha do Brasil, ficou decidido que o Navio seria transferido para Marinha por contrato de Cessão de Uso a ser celebrado entre esta e o Governo do Estado do Acre, sendo incorporado à Marinha do Brasil, na Estação Naval do Rio Negro, em Manaus, em 19 de maio De 2000.

A Marinha do Brasil escolheu o nome de “Doutor Montenegro” para o navio, uma homenagem ao ilustre médico acreano Doutor Manuel Braga Montenegro, um homem simples, de poucas e boas palavras, sempre disposto ao trabalho, nascido na cabeceira do rio Liberdade, em 14 de março de 1927, e filho de uma família de imigrantes cearenses. O Navio tem como lema a frase “Saúde Sem Limite”. (Com informações do site da Marinha do Brasil).

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades em primeira mão!

Comentários

Siga nas redes sociais:

Receba Novidades