"Ponte sobre o Rio Madeira é prioridade de Temer e será inaugurada em 2018", diz ministro dos Transportes

*Senador Gladson Cameli agradece apoio do Governo Federal e destacou união das bancadas do Acre e Rondônia para execução de obras estruturantes para o desenvolvimento da região amazônica

O senador Gladson Cameli (PP-AC) fez um agradecimento especial  ao presidente da República, Michel Temer, e ao ministro dos Transportes, Maurício Quintella, durante visita técnica às obras da Ponte do Rio Madeira, destacando a unidade e o papel fundamental das bancadas do Acre e Rondônia no Congresso Nacional para que o projeto de integrar o Acre ao restante do país através da BR-364 seja executado.

Juntamente com o ministro dos Transportes, Cameli anunciou a previsão de inauguração da ponte sobre o rio Madeira para julho de 2018, acompanhados do senador Sérgio Petecão (PDS-AC), dos senadores Ivo Cassol (PP-RO) e Valdir Raup (PDMB); do diretor-geral do DNIT, Valter Silveira, do diretor de Infraestrutura Rodoviária do DNIT, Luís Antônio Garcia e demais autoridades do Acre e Rondônia.

Com o objetivo de vistoriar a execução do cronograma das obras, o ministro Maurício Quintella afirmou que não faltará recursos para construção da ponte sobre o rio Madeira, principalmente por tratar-se de uma obra prioritária para o presidente Michel Temer. 

“Temos R$ 30 milhões garantidos para 2017, e apesar da restrição fiscal pela qual passamos, o Governo Federal dará prioridade em ritmo acelerado. Tenho certeza que a obra não terá nenhuma descontinuidade já que é uma luta das bancadas federais do Acre e Rondônia, que foram até o presidente fazer a solicitação de garantia de recursos pessoalmente. Por isso estou aqui, por ordem do presidente. Trata-se de uma obra de integração nacional, fundamental para ligar o Brasil ao Pacífico”, ressaltou Quintella.

O senador Gladson Cameli disse que o acriano sofre na pele o isolamento do restante do país e lembrou que o presidente Michel Temer tem derrubado obstáculos com a autorização, através do Ministério dos Transportes, para assinatura do contrato para obras de restauração e manutenção da BR-364, o Termo de Compromisso para obras do Anel Viário em Brasileia e Epitaciolândia, com uma ponte de 240 metros, manutenção da BR-317, a construção da ponte sobre o Rio Madeira e ainda a autonomia do DNIT no Acre. “Hoje estamos tirando esses projetos do papel e colocando na prática todos esses investimentos para o desenvolvimento da nossa região”, afirmou Cameli. 

Readequação do projeto não ameaça cronograma da obra

Cameli confirmou a necessidade de adequação do projeto da ponte sobre o Rio Madeira pelo DNIT, o que não comprometerá o cronograma das obras. De acordo com ele, o fenômeno da alagação de 2014 (algo que não acontecia dos últimos 50 anos na região), mudou a dinâmica hidráulica/hidrológica do rio Madeira, fazendo-se necessário se preparar para possíveis ocorrências dessa natureza. 

“Fui informado pelos técnicos do DNIT que o projeto da ponte será readequado, sim. A área de planejamento em Brasília já está trabalhando, e deve ser concluído até o final deste ano. De qualquer forma, os serviços de execução não serão paralisados por conta disso. Todas as ações continuam em andamento e a previsão é de que a inauguração ocorra em 2018”, concluiu Cameli.

Cerca de 40% da ponte está concluída. A obra, que custará cerca de R$ 128 milhões, mede cerca de um quilômetro de extensão, com largura de 14,5 metros, vão central de 170 metros e altura de 19 metros.

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades em primeira mão!

Comentários

Siga nas redes sociais:

Receba Novidades