No Jordão, Gladson presta contas de recursos que destinou ao Acre e prestigia Festival do Feijão em Marechal Thaumaturgo

Visitas aos moradores dos bairros Lindolfo Mateus, conhecido como bairro Novo, Siqueira de Figueiredo e ao bairro Kaxinawá, além de uma reunião com representantes da classe indígena e uma prestação de conta do seu trabalho no Senado Federal em reunião com a população na Câmara de Vereadores foram as principais pautas do senador Gladson Cameli (Progressistas) durante visita aos município do Jordão, neste sábado (30).

No domingo (01) a agenda do senador foi voltada para o município de Marechal Thaumaturgo, onde acompanhou o prefeito Isaac Pianko (MDB) e o vice-prefeito, Valdélio Furtado (Progressistas) em várias festividades. Cameli caminhou pela Avenida 5 de Novembro, que tem empenhado do seu gabinete cerca R$ 1 milhão de reais para pavimentação. Em seguida prestigiou o Campeonato de Futebol na Arena Thaumaturgo com a participação de mais de 32 comunidades, sob a coordenação de David Ashaninka.

Cameli ressaltou seu respeito e admiração pelo compromisso do prefeito e sua equipe com a organização do festival e lembrou que durante seus mandatos destinou mais de R$ 7 milhões para Taumaturgo, atendendo as áreas de saúde, infraestrutura (pavimentação de ruas), aquisição de máquinas, ambulância, aquisição de 30 barcos para escoamento da produção de pequenos agricultores, caminhões com carroceira, barco hospital, unidade básica de saúde, construção de calçadas, entre outros.
 

Gladson visitou também, juntamente com sua esposa Ana Paula, as mulheres que organizam a culinária do Festival do Feijão em parceria com o Sebrae e almoçou com o secretariado municipal na residência do prefeito. “Sabemos a importância deste evento para a cultura e a economia de Marechal Thaumaturgo, pois o povo trabalhador desta terra merece cada vez mais atenção e investimento da parte das autoridades. Parabéns ao prefeito Isaac, que tem trabalhado incansavelmente na busca por melhorias para o nosso povo”, disse Cameli.

No Jordão, o senador também esteve acompanhado da esposa Ana Paula Cameli, dos vereadores Guedes Oliveira (PSDB), Marcelo Mendonça (Progressistas), João da Manguaba (MDB), da presidente do Sindicato dos Servidores da Saúde (Sintesac), Roberta Oliveira, do Irmão Barrote, do ex-prefeito Esperidião Júnior (MDB), do deputado estadual Nicolau Júnior (Progressistas); do vice-prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima e do empresário Rudiley Estrela.

Nas conversas com os moradores do Jordão Gladson recebeu o carinho da dona de casa Leidmar do Espírito Santo, que agradeceu a visita do senador à sua residência e também da dona Maria Lopes dos Santos. Cameli também ouviu reivindicações da dona Conceição Julião, servidora pública que vive com sua família no bairro Siqueira de Figueiredo.

A reunião com a população indígena aconteceu no bairro Kaxinawá e foi coordenada pela lideranças Manoel Kaxinawá, que destacou para o senador que mais de 3 mil indígenas habitam o bairro situado aos margens do rio Tarauacá. O ex-agente comunitário de segurança indígena, Adauto Barbosa, a jovem Rita Sales e José Heloy apresentaram ao senador problemas como a falta de investimentos em produção, educação, saúde, e ameaças de despejo das suas terras.

Gladson agradeceu a receptividade da comunidade indígena e pediu que eles continuem resistindo às perseguições porque somente a união de todos pode mudar o quadro de opressão existente atualmente no estado. “Os povos indígenas até hoje são vítimas de abusos uma vez que seus direitos e cultura continuam sendo desrespeitados. Precisamos unir forças para garantir dignidade e respeito ao cidadão indígena que habita na cidade e também oferecer condições para que esses povos vivam de maneira digna em suas aldeias”, afirmou o senador.

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades em primeira mão!

Comentários

Siga nas redes sociais:

Receba Novidades