Governo do Acre precisa rever ICMS sobre combustível da aviação, cobra Gladson Cameli

O Acre aplica alíquota de 25% de ICMS sobre combustível, maior entre os estados da federação

O senador Gladson Cameli (PP-AC) defendeu no plenário do Senado, na última quarta-feira (27), melhoria na malha aeroportuária do Acre a contribuição do governo estadual e a Assembleia Legislativa no processo. De acordo com o parlamentar, o estado do Acre cobra a maior porcentagem de ICMS sobre combustível, que hoje é de 25% e isso onera os custos das empresas de aviação.

“Nós estamos mal servidos de voos para o estado do Acre, e por isso que faço um apelo ao governo estadual, que sentem com as empresas aéreas. Isso precisa ser resolvido. Vários estados estão revendo a alíquota do ICMS do combustível. Por que o governo do Acre não faz isso também?”, questionou o senador, no plenário do Senado.  

No início da tarde, Gladson recebeu a visita de representantes do Grupo Latam, controladora da empresa aérea TAM, e reivindicou a mudança do horário do voo do aeroporto de Rio Branco para o período do dia. O senador pediu ao diretor de assuntos regulatórios da TAM, Basílio Dias, que a empresa seja sensível ao povo do Acre, pois há necessidade de voo diurno para capital do estado. O diretor garantiu que vai fazer o possível para atender à solicitação do senador. 

A melhora nos serviços de transporte aéreo no estado do Acre também é defendida pelos parlamentares acrianos senador Sérgio Petecão (PSD) e os deputados federais Major Rocha (PSDB), Alan Rick (PRB) e os peemedebistas Jéssica Sales e Flaviano Melo. 

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades em primeira mão!

Comentários

Siga nas redes sociais:

Receba Novidades