Gladson Cameli defende sistema S no Senado Federal

Senador manifestou preocupação com corte de verbas anunciado pelo governo federal

Nesta segunda-feira,30, o senador Gladson Cameli (PP-AC) durante discurso no plenário do Senado Federal, defendeu o Sistema S, que inclui Sesi, Sesc, Senac e Senai, e manifestou preocupação com o projeto anunciado pelo governo de cortar recursos dessas entidades como parte do ajuste fiscal.

         De acordo com o parlamentar, a crise que o país enfrenta já é conhecida e sentida no bolso pelos brasileiros, e que o país precisa se ajustar e reencontrar o caminho do crescimento econômico, porém, ele ressaltou que fazer isso à custa de programas que impulsionam a formação dos trabalhadores não é o melhor caminho.

— Seja por qual lado olharmos a questão, a conclusão é sempre a mesma: manter o Sistema S funcionando e prosperando é estratégico para a retomada do crescimento. Enfraquecê-lo não é uma boa forma de fazer os ajustes de que precisamos para voltar a crescer — disse o senador.

         Cameli também lembrou que no Estado do Acre, com o possível fechamento das Escolas do Sesi e do Senai, tanto em Rio Branco como no interior, cinco mil alunos por ano deixariam de estudar no ensino básico ou na educação de jovens e adultos oferecidos pelo Sesi, e 15 mil alunos por ano deixariam de ser atendidos no ensino profissional do Senai.

O senador, disse ainda, que o Sesc está construindo, no Município de Cruzeiro do Sul, o maior centro de lazer e turismo do Estado.

—Todo o investimento já feito corre o risco de ficar perdido. O Senac conseguiu atingir todos os 22 municípios acreanos e pretendia investir em novas unidades em Cruzeiro do Sul, Brasiléia e Feijó. Todos esses planos ficam em suspenso diante da ameaça dos cortes — frisou Cameli.

Por fim, Cameli pediu que seus pares também integrem na luta para preservar o Sistema S.

— Além da expressão de meu comprometimento com essa causa e de meu empenho de lutar contra os cortes propostos, o apelo para que juntos possamos, senadoras e senadores, buscar uma solução que não implique ameaça para este grande patrimônio dos trabalhadores brasileiros, que é o Sistema S — finalizou. 

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades em primeira mão!

Comentários

Siga nas redes sociais:

Receba Novidades