Gladson apresenta voto de pesar por morte de médico acriano em acidente com time de futebol

O parlamentar acriano ainda fez um breve relato da trajetória de Koury, que tinha 45 anos e há cinco atuava no departamento médico do Chapecoense.

O senador Gladson Cameli (PP-AC) apresentou nesta terça-feira (29) voto de pesar pelo falecimento do médico Márcio Bestene Koury, que integrava a delegação da Associação Chapecoense de Futebol. O avião que transportava a equipe caiu, na noite de segunda-feira (28) perto de Medellin, na Colômbia, aonde o time catarinense disputaria a final da Copa Sul-Americana contra o colombiano Atlético Nacional.

“Neste momento de perda e dor, na pessoa de sua mãe, Nabiha Bestene, e de sua esposa Graciela Missel, transmito meus mais sinceros votos de pesar aos familiares e amigos enlutados”, lamentou Gladson em plenário. O parlamentar acriano ainda fez um breve relato da trajetória de Koury, que tinha 45 anos e há cinco atuava no departamento médico do Chapecoense.

Márcio Bestene ainda era sobrinho do presidente do diretório Regional do Partido Progressista no Acre, José Bestene. O PP também divulgou nota de pesar na qual expressa “que Deus, em sua infinita misericórdia, console os corações de seus familiares e amigos, concedendo a todos a força necessária para superar esse triste momento”.  Junto com o médico acriano, outras 74 pessoas morreram. Destes, 48 integrantes do Chapecoense. Cinco pessoas sobreviveram. 

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades em primeira mão!

Comentários

Siga nas redes sociais:

Receba Novidades