Gladson anuncia que vai votar por admissibilidade do impeachment

"O mínimo que podemos fazer diante disso tudo é admitir que cabe um procedimento de impeachment contra a Presidência da República”, defendeu Gladson Cameli (PP-AC)

O senador Gladson Cameli (PP-AC) anunciou nesta quinta-feira (05), durante a discussão do relatório que trata da admissibilidade do processo de impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff, que irá votar pelo recebimento da denúncia no Senado. A recomendação favorável foi feita pelo relator na Comissão Especial do Impeachment (CEI), senador Antônio Anastasia (PSDB-MG).

“Seja qual for o resultado da votação do parecer o país terá de reagir. Acredito que não podemos e nem devemos ser tolerantes com qualquer ato de irresponsabilidade na condução da Administração Pública, sob pena de vermos instaladas a insegurança, a desconfiança e uma sequência rigorosa, a perda de conquistas acumuladas desde a implantação do Plano Real. Não se pode admitir a impunidade. Responsabilidade deve ser a palavra de ordem entre os agentes públicos”, defendeu o parlamentar.

Gladson lembrou que a Caixa Econômica Federal impetrou ação na 1ª e na 5ª Vara Federal em Brasília cobrando R$ 274,4 da União, devidos a título de taxa de administração por serviços prestados. “E ainda vão insistir na tese de que não houve operação de crédito e consequentemente não teria havido crime de responsabilidade? Eu não tenho dúvida de que houve crime. Para mim não resta dúvida que o Executivo fez, sim, com que bancos públicos arcassem com despesas de programas federais, a ponto de termos de um banco da União cobrando da própria União na Justiça Federal”, argumentou Cameli.

No relatório, Anastasia esclareceu que, em 2014, “as operações de crédito contestadas teriam permitido que a dívida pública federal fosse subdimensionada em R$ 40,2 bilhões e o resultado primário do exercício em R$ 7,1 bilhões”. O relator ainda considera que a maior parte dessas dívidas foram constituídas em desacordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), porque a lei veda operações de crédito entre os entes da Federação e as instituições financeiras que controla.

O senador Cameli parabenizou o trabalho de Anastasia, principalmente pela paciência com a qual se comportou nas discussões. Gladson também informou como irá proceder na votação desta sexta-feira. “Tenho uma opinião formada e assumo total responsabilidade pela minha decisão. E eu estou convicto da maneira como devo votar. O mínimo que podemos fazer diante disso tudo é admitir que cabe um procedimento de impeachment contra a Presidência da República”, encerrou.

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades em primeira mão!

Comentários

Siga nas redes sociais:

Receba Novidades