Cameli defende responsabilidade durante instalação da Comissão Especial do Impeachment

Comissão deve votar relatório no dia 6 de maio

O senador Gladson Cameli (PP-AC) participou na manhã desta terça-feira (26) da primeira reunião da Comissão Especial do Impeachment no Senado Federal e defendeu responsabilidade na condução do processo. O presidente do colegiado, Raimundo Lira (PMDB-PB), foi eleito por aclamação. E depois de mais duas horas de discussão, questionamentos e resistência dos governistas, os senadores confirmaram a indicação de Antonio Anastasia (PSDB-MG) como relator do processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff. A próxima reunião será amanhã às 10 horas.

“Aqui no Senado faremos um trabalho técnico e com muita responsabilidade, olhando sempre para o futuro de nosso país. Embora tenha a posição formada, favorável ao impedimento, irei conduzir o meu trabalho na comissão especial do Impeachment com responsabilidade e precaução, por saber da gravidade que a decisão implica para toda a Nação”, frisou Gladson que é titular da comissão especial.

Durante a reunião, os senadores aprovaram o calendário apresentado por Anastasia, que prevê a apresentação do relatório no dia 4 de maio e a votação do texto em 6 de maio. Nesta quinta-feira (28), será ouvida a acusação. Na sexta-feira (29), a defesa da presidente.

 

Cronograma da comissão

28/4: Oitiva dos denunciantes

29/4: Oitiva da defesa da presidente Dilma

4/5: Apresentação do relatório de Antonio Anastasia

6/5: Votação do relatório

 
Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades em primeira mão!

Comentários

Siga nas redes sociais:

Receba Novidades